Well Morais

- Dicas de Gramática -

Morfologia

A Morfologia é o estudo da palavra dentro da nossa língua. Elas são agrupadas em dez classes, denominadas classe de palavras ouclasses gramaticais.

A seguir, veja todas elas:

Substantivo

Tudo o que existe é ser e cada ser tem um nome. A palavra que indica o nome dos seres pertence a uma classe chamada substantivo.
SUBSTANTIVO é a palavra que dá nome ao ser.
Além de objeto, pessoa e fenômeno, o substantivo dá nome a outros seres:
-lugares: Alfredo Marcondes, Presidente Prudente...
-sentimentos: raiva, amor...
-estados: alegria, tristeza...
-qualidades: honestidade, sinceridade...
-ações: corrida, pescaria... 

Classificação do substantivo

Comum - é aquele que indica um nome comum a todos os seres da mesma espécie. Exemplos: criança, rio, cidade, estado, país...

Coletivos - entre os substantivos comuns encontra-se os coletivos, que, embora no singular, indicam uma multiplicidade de seres da mesma espécie. Exemplos: boiada (de bois), cardume (de peixes), semana (os sete dias)...

Próprio - é aquele que particulariza um ser da espécie.
Exemplos: João, Tietê, Ceará, Caio, Brasil...

Possuem nomes próprios principalmente:
-pessoas
-cidades
-estados
-países
-rios
-animais domésticos

Concreto - é aquele que indica seres reais ou imaginários, de existência independente de outros seres.
Exemplos:
-casa(ser real)
-Uruguai(ser real)
-bruxa(ser imaginário)
-saci(ser imaginário)

Abstrato - é aquele que indica seres dependentes de outros seres.
Exemplos: ódio, trabalho, solidão, beleza...

Portanto, os substantivos que indicam sentimentos, ações, estados e qualidades são abstratos.

Formação do substantivo

Primitivo - é aquele que dá origem a outras palavras.
Exemplos: ferro, pedra, terra...

Derivado - é aquele que se origina, que se forma de outra palavra.
Exemplos: -pedreira, pedrada, pedregulho(derivado de terra)
-terreno, terreiro, terráqueo(derivado de terra)

Simples - é aquele formado de apenas um radical. 
Ex.: flor maçã couve banana...

Composto - é aquele formado com mais de um radical.
Ex.:banana-maçã, couve-flor, girassol, planalto...

Flexão do substantivo

O substantivo é uma classe variável. A palavra é variável quando sofre flexão(variação). A palavra garoto, por exemplo, pode sofrer variações para indicar:
-plural - garotos
-feminino - garota
-aumentativo - garotão
-diminutivo - garotinho

Gênero do substantivo

Na língua portuguesa, há dois gêneros: masculino e feminino.
*É masculino o substantivo que admite o artigo "o".
*É feminino o substantivo que admite o artigo "a".

Substantivo BIFORME - quando o substantivo indica nomes de seres vivos, geralmente o gênero da palavra está relacionado ao sexo do ser, havendo, portanto, duas formas, uma para o masculino e outra para o feminino:
-menino(masc.), menina(fem.)
-gato, gata
-peru, perua
-barão, baronesa
-cidadão, cidadã
-homem, mulher
-cavalheiro, dama

Substantivos Uniformes - há nomes de seres vivos que possuem uma só forma para indicar o sexo masculino e o sexo feminino. Classificam-se em:

epicenos - são substantivos de um só gênero que indicam nome de certos animais. Para especificar o sexo, são utilizadas as palavras machoou fêmea: o crocodilo macho, o crocodilo fêmea, a mosca macho, a mosca fêmea

sobrecomuns - são substantivos de um só gênero que indicam tanto seres do sexo masculino como do sexo feminino: 
a criança, o indivíduo, a criatura...
A identificação do sexo é feita pelo contexto.

Comum de dois gêneros - são substantivos que possuem uma só forma para o masculino e o feminino, mas permitem a variação do gênero por meio de palavras modificadoras(artigos, adjetivos, pronomes):
o
 colega, colega
um
 estudante, uma estudante
meu
 fã, minha fã

Número do substantivo
O substantivo pode estar no singular ou no plural.

Formação do plural

*Regra geral: acrescenta-se o "s".

*Substantivos terminados em r, z: acrescenta-se es.

*Substantivos terminados em al, el, ol, ul: troca-se o l por is.

*Substantivos terminados em il: os oxítonos: troca-se o il po is; paroxítonos: troca-se il por eis.

*Substantivos terminados em m: troca-se o m por ns.

*Substantivos terminados em s: monossílabos e oxítonos: acrescenta-se es; não oxítonos ficam invariáveis.

*Substantivos terminados em x: ficam invariáveis.

*Substantivos terminados em ão. Há três formas de plural: ãos, ães, ões.

Plural dos substantivos compostos

*Substantivos não separados por hífen, acrescenta-se s no final. 

*Substantivos separados por hífen: variam os dois elementos ou um elemento conforme o caso.

-Os dois elementos vão para o plural com: substantivo + substantivo, substantivo + adjetivo, adjetivo + substantivo, numeral + substantivo.

-Apenas o primeiro vai para o plural: se o segundo elemento limitar a idéia do primeiro(Ex.:pombo-correio; banana-maçã) e se os elementos forem ligados por preposição.

-Apenas o segundo elemento vai para o plural: se o primeiro elemento for verbo ou palavra invariável(advérbio, preposição).

Grau do Substantivo

Grau é a propriedade que o substantivo tem de exprimir as variações do tamanho do ser.Ex.: livro(tamanho normal), livrinho(tamanho diminuído), livrão(tamanho aumentado).
Os graus dos substantivos são dois: aumentativo e diminutivo.
*Grau aumentativo: exprime o aumento do tamanho normal do ser.
*Grau diminutivo: exprime a diminuição do tamanho do ser.

Artigo

Na frase, há muitas palavras que se relacionam ao substantivo.Uma delas é o artigo.
Artigo é a palavra que se antepõe ao substantivo para determiná-lo.
Exemplos: A menina, uma menina.

Classificação do Artigo

O artigo se classifica de acordo com a idéia que atribui ao ser em relação a outros da mesma espécie.
Ex.: Um homem tocou a campainha. Era o técnico chamado para consertar a TV.

O artigo um que se refere ao substantivo homem indica o ser de maneira imprecisa: trata-se de um homem qualquer entre os demais.

O artigo o que se refere ao substantivo técnico indica o ser de maneira precisa:trata-se de um ser específico, que já era esperado.

Portanto, o artigo classifica-se em:

Definido - é aquele usado para determinar o substantivo de forma definida: o, as, os, as.
Indefinido
 - é aquele usado para determinar o substantivo de forma indefinida: um, uma, uns, umas.

Flexão do Artigo

O artigo é uma classe variável. Varia de gênero e número para concordar com o substantivo a que se refere.

Adjetivo

Outra palavra que, na frase, se relaciona ao substantivo, é o adjetivo.

Adjetivo é a palavra que caracteriza o substantivo.

O adjetivo, ao caracterizar o substantivo, pode indicar: QUALIDADE(delicado, estúpido), ESTADO(confuso, calmo), LUGAR DE ORIGEM(brasileiro, carioca).

Formação do Adjetivo

Como o substantivo, o adjetivo pode ser:

Primitivo - é aquele que não deriva de outra palavra. Ex.:pequeno, doce...
Derivado -
 é aquele que deriva de outra palavra(geralmente de substantivos ou verbos).Ex.: preguiçosa(subst. preguiça), amargurado(verbo amargurar)...
Simples -
 é aquele formado de apenas um radical. Ex.: escuro, brasileiro...
Composto -
 é aquele formado com mais de um radical: castanho-claro, luso-brasileiro...

Gênero do Adjetivo

Quanto ao gênero, os adjetivos podem ser:
Uniformes -
 possuem apenas uma forma, que se aplica tanto a substantivos masculinos como a substantivos femininos: o moço feliz, a moçafeliz; o interesse comum, a causa comum.
Biformes -
 possuem duas formas: uma para o masculino e outra para o feminino.
Ex.: o menino brincalhão, a menina brincalhona.

O gênero da maioria dos adjetivos biformes é formado pelas mesmas regras de flexão do substantivo. Há, porém, alguns que não seguem essas regras:

Ex.:ateu, atéia; plebeu, plebéia; judeu, judia; mau, má.

Número do Adjetivo

O adjetivo simples varia em número para concordar com o substantivo a que se refere. Em geral, os adjetivos fazem o plural seguindo as mesmas regras do substantivo.

Plural dos adjetivos compostos

Apenas o último elemento é flexionado. Ex.: castanho-claros, greco-romanas...

São invariáveis os que se referem a cores, quando o segundo elemento é um substantivo. Ex.:amarelo-limão, branco-gelo...

Excessões: surdo-mudo ->surdos-mudos; azul-marinho(invariável); azul-celeste(invariável).

Grau do Adjetivo

O adjetivo pode apresentar-se em dois graus: comparativo e superlativo.

Grau Comparativo

Igualdade - tão + adjetivo + quanto(como). Ex.: Ele é tão bom quanto a irmã.

Superioridade - mais + adjetivo + que(do que). Ex.: Ele é mais inteligente que a irmã.

Inferioridade - menos + adjetivo +que(do que). Ex.: Ele é menos inteligente que a irmã.

*bom= melhor(superioridade), pior(inferioridade)

*grande=maior(superioridade), menor(inferioridade)

Grau superlativo

Ele pode ser:

relativo - quando a qualidade de um ser é intensificada em relação a um conjunto de seres. Ex.: Ele é o mais inteligente da classe.

absoluto - quando a qualidade de um ser é intensificada sem relação com outros seres. Apresenta-se em duas formas:

*analítica: a intensificação se faz com o auxílio de palavras que dão idéia de intensidade(muito, extremamente...). Ex.: Ele é muito inteligente.

*sintética: a intensificação se faz por meio do acréscimo de sufixos(-íssimo, -rimo, -imo). Ex.: Ele é inteligentíssimo.

Locução Adjetiva

Para caracterizar o substantivo, em lugar de um adjetivo pode aparecer uma locução adjetiva, ou seja, uma expressão formada com mais de uma palavra e com valor de adjetivo.

Ex.: touca de bolinhas, sapatos sem meias...

Adjetivos Pátrios

São denominados pátrios os adjetivos que indicam o lugar de origem, referindo-se a continentes, países, estados, cidades, etc...

Ex.: Acre-acreano, Costa Rica-costarriquenho, João Pessoa-pessoense...

Numeral

Entre as palavras que se relacionam, na frase, ao substantivo há também o numeral.
Exemplo:Comprou duas caixinhas de música.
Numeral é a palavra que se refere ao substantivo dando a idéia de número.
O numeral pode indicar:

*quantidade - Choveu durante quatro semanas.

*ordem - O terceiro aluno da fileira era o mais alto.

*multiplicação - O operário pediu o dobro do salário.

*fração - Comeu meia maça.

Classificação do Numeral

Cardinal - Indica uma quantidade determinada de seres.

Ordinal - Indica a ordem (posição) que o ser ocupa numa série.

Multiplicativo - Expressa a idéia de multiplicação, indicando quantas vezes a quantidade foi aumentada.

Fracionário - Expressa a idéia de divisão, indicando em quantas partes a quantidade foi dividida.

Numerais Cardinais

Numerais Ordinais

Numerais Multiplicativos

Numerais Fracionários

um

primeiro

-

-

dois

segundo

dobro

meio

três

terceiro

triplo

terço

quatro

quarto

quádruplo

quarto

cinco

quinto

quíntuplo

quinto

seis

sexto

sêxtuplo

sexto

sete

sétimo

sétuplo

sétimo

oito

oitavo

óctuplo

oitavo

nove

nono

nônuplo

nono

dez

décimo

décuplo

décimo

onze

undécimo

undécuplo

onze avos

doze

duodécimo

duodécuplo

doze avos

treze

décimo terceiro

-

treze avos

quatorze ou catorze

décimo quarto

-

quatorze avos

quinze

décimo quinto

-

quinze avos

dezesseis

décimo sexto

-

dezesseis avos

dezessete

décimo sétimo

-

dezessete avos

dezoito

décimo oitavo

-

dezoito avos

dezenove

décimo nono

-

dezenove avos

vinte

vigésimo

-

vinte avos

trinta

trigésimo

-

trinta avos

quarenta

quadragésimo

-

quarenta avos

cinqüenta

qüinquagésimo

-

cinqüenta avos

sessenta

sexagésimo

-

sessenta avos

setenta

septuagésimo

-

setenta avos

oitenta

octogésimo

-

oitenta avos

noventa

nonagésimo

-

noventa avos

cem

centésimo

cêntuplo

centésimo

duzentos

ducentésimo

-

ducentésimo

trezentos

tricentésimo

-

trecentésimo

quatrocentos

quadringentésimo

-

quadringentésimo

quinhentos

qüingentésimo

-

qüingentésimo

seiscentos

seiscentésimo

-

sexcentésimo

setecentos

septingentésimo

-

septingentésimo

oitocentos

octingentésimo

-

octingentésimo

novecentos

noningentésimo

-

nongentésimo

mil

milésimo

-

milésimo

milhão

milionésimo

-

milionésimo

bilhão ou bilião

bilionésimo

-

bilionésimo

Flexão do Numeral

Variam em gênero: os cardinais um, dois e os de duzentos a novecentos; todos os ordinais; os multiplicativos e os fracionários quando expressam uma idéia adjetiva em relação ao substantivo.

Exemplos:

um-uma.

dois-duas.

segundo-segunda.

septuagésimo-septuagésima.

João deu um salto duplo e um triplo e tomou uma dose quádrupla de vitaminas.
Comi meio abacate e meia banana.

Número do Numeral

Variam em número: os cardinais terminados em ão(bilhões de dólares foram perdidos com a crise), todos os ordinais(as primeiras pessoas passaram no teste), os multiplicativos com função de adjetivo(Tomei dois copos duplos de leite), os fracionários, dependendo do cardinal que os antecede(Gastou dois terços do salário).

Pronome

Além do artigo, adjetivo e numeral há ainda outra palavra que, na frase, se relaciona ao substantivo: é o pronome.
Pronome é a palavra que substitui ou acompanha um substantivo, relacionando-o à pessoa do discurso.
As pessoas do discurso são três:

*Primeira pessoa- a pessoa que fala

*Segunda pessoa- a pessoa com quem se fala

*Terceira pessoa- a pessoa de quem se fala

Classificação do Pronome

Há seis tipos de pronomes: pessoais, possessivos, demonstrativos, indefinidos, interrogativos e relativos.

Pronomes pessoais

Os pronomes pessoais substituem os substantivos, indicando as pessoas do discurso. São eles: retos, oblíquos e de tratamento.

 Pronomes pessoais retos e oblíquos:

Pessoas do discurso

Pronomes Retos

Pronomes oblíquos

primeira pessoa do singular

segunda pessoa do singular

terceira pessoa do singular

eu

tu

ele/ela

me, mim, comigo

te, ti, contigo

se, si, o, a, lhe, consigo

primeira pessoa do plural

segunda pessoa do plural

terceira pessoa do plural

nós

vós

eles/elas

nos, conosco

vos, convosco

se, si, os, os, lhes, consigo

Formas Pronominais

Os pronomes o, a, os, as, adquirem as seguintes formas:

- lo, la, los, las, quando associados a verbos terminados em r, s ou z. Ex.: encontrá-lo, fê-las...

-no, na, nos, nas, quando associados a verbos terminados em som nasal. Ex.: encontraram-no, põe-nas.

Pronomes pessoais de Tratamento

Os pronomes pessoais de tratamento representam a forma de se tratar as pessoas: trato cortês ou informal. Os mais usados são: Você, Senhor, Vossa Senhoria, Vossa Excelência, Vossa Alteza, Vossa Majestade, Vossa Magnificência...

Pronomes possessivos

Pronomes Possessivos são palavras que, ao indicarem a pessoa gramatical(possuidor), acrescentam a ela a idéia de posse de algo(coisa possuída).

Pronomes possessivos:

primeira pessoa do singular

segunda pessoa do singular

terceira pessoa do singular

meu, minha, meus, minhas

teu, tua, teus, tuas

seu, sua, seus, suas

primeira pessoa do plural

segunda pessoa do plural

terceira pessoa do plural

nosso, nossa, nossos, nossas

vosso, vossa, vossos, vossas

seu, sua, seus, suas

O pronome possessivo concorda em pessoa com o possuidor e em gênero e número com a coisa possuída.

Pronomes Demonstrativos

Pronomes Demonstrativos são palavras que indicam, no espaço ou no tempo, a posição de um ser em relação às pessoas do discurso.

Pronomes demonstrativos:

Variáveis

Invariáveis

este, esta, estes, estas

esse, essa, esses, essas

aquele, aquela, aqueles, aquelas

isto

isso

aquilo

 

Pronomes Indefinidos

Pronomes Indefinidos são palavras que se referem à Terceira pessoa do discurso, dando-lhe sentido vago ou expressando quantidade indeterminada.

Pronomes indefinidos:

Variáveis

Invariáveis

algum, nenhum, todo, muito

pouco, certo, outro, quanto

tanto, vários, diversos

um, qual, bastante

Algo, alguém

nada, ninguém

tudo, cada

outrem, quem mais

menos, demais

Pronomes Interrogativos

Pronomes Interrogativos são aqueles usados na formulação de perguntas diretas ou indiretas. Assim como os indefinidos, referem-se a Terceira Pessoa do Discurso.

São eles: que, quem, qual, quanto...

Pronomes Relativos

São pronomes relativos aqueles que representam nomes já mencionados anteriormente e com os quais se relacionam. Ex.:

A página que estou navegando é muito boa.

Pronomes relativos:

Variáveis

Invariáveis

o qual, cujo, quanto

que, quem, onde

Verbo

Quando se pratica uma ação, a palavra que representa essa ação, indicando o momento que ela ocorre, é o verbo. Uma ação ocorrida num determinado tempo também pode constituir-se num fenômeno da natureza expresso por um verbo.

Verbo é a palavra que expressa ação, estado e fenômeno da natureza situados no tempo.

Conjugações do Verbo

Na língua portuguesa, três vogais antecedem o "r" na formação do infinitivo: a-e-i. Essas vogais caracterizam a conjugação do verbo. Os verbos estão agrupados, então, em três conjugações: a primeira conjugação(terminados em ar), a segunda conjugação(terminados em er) e a terceira conjugação(terminados em ir).

Flexão do Verbo

O verbo é constituído, basicamente, de duas partes: radical e terminações.
Exemplo:

radical: escrev

terminações: o, es, e, emos, eis, em.

As terminações do verbo variam para indicar a pessoa, o número, o tempo, o modo.

Tempo e Modo do Verbo

O fato expresso pelo verbo aparece sempre situado nos tempos:

presente - Ele anuncia o fim da chuva.

passado - Ele anunciou o fim da chuva.

futuro - Ele anunciará o fim da chuva.

Além de o fato estar situado no tempo, ele também pode indicar:

fato certo - Ele partirá amanhã.

fato duvidoso - Se ele partisse amanhã...

ordem - Não partas amanhã.

As indicações de certeza, dúvida e ordem são determinadas pelos modos verbais. São portanto três modos verbais: Indicativo(fato certo), Subjuntivo(fato duvidoso), Imperativo(ordem).

Vozes do Verbo

Voz é a maneira como se apresenta a ação expressa pelo verbo em relação ao sujeito. São três as vozes verbais:

Ativa - o sujeito é o agente da ação, ou seja, é ele quem pratica a ação. Ex.: Ele quebrou o copo.

Passiva - o sujeito é paciente, isto é, sofre a ação expressa pelo verbo. Ex.: O copo foi quebrado por ele.

Reflexiva - o sujeito é ao mesmo tempo agente e paciente da ação verbal, isto é, pratica e sofre a ação expressa pelo verbo. Ex.: O garoto cortou-se.

Advérbio

Há palavras que são usadas para indicar as circunstâncias em que ocorre a ação verbal: são os advérbios.

Advérbio é a palavra que indica as circunstâncias em que ocorre a ação verbal.

Classificação do advérbio

De acordo com as circunstâncias que exprime, o advérbio pode ser de:

Tempo(ontem, hoje, logo, antes, depois)

Lugar(aqui, ali, acolá, atrás, além)

Modo(bem, mal, depressa, assim, devagar)

Afirmação(sim, deveras, certamente, realmente)

Negação(não, absolutamente, tampouco)

Dúvida(talvez, quiçá, porventura, provavelmente)

Intensidade(muito, pouco, mais, bastante)

Locução Adverbial

É um conjunto de duas ou mais palavras com valor de advérbio.
Exemplos:

Ele virá com certeza.

Ele chegou de repente.

Advérbios Interrogativos

São advérbios interrogativos: quando(de tempo), como(de modo), onde(de lugar), por que(causa). Podem aparecer tanto nas interrogativas diretas quanto nas indiretas.

Preposição

Há palavras que, na frase, são usadas como elementos de ligação: uma delas é a preposição.

Preposição é a palavra invariável que liga dois termos.

Nessa ligação entre os dois termos, cria-se uma relação de subordinação em que o segundo termo se subordina ao primeiro.

Locução Prepositiva

É o conjunto de duas ou mais palavras com valor de uma preposição.
Ex.: afim de, através de, à custa de...

Conjunção

Além da preposição, há outra palavra que, na frase, é usada como elemento de ligação: a conjunção.

Conjunção é a palavra que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração.

Classificação das conjunções

As conjunções podem ser coordenativas e subordinativas.
(A parte de classificação de conjunções poderá ser vista na parte da Análise sintática de orações, na parte de Sintaxe).

Interjeição

Há palavras que expressam surpresa, alegria, aplauso, emoções. Essas palavras são as interjeições.

Interjeição é a palavra que procura expressar, de modo vivo, um sentimento.

Classificação de interjeição

As interjeições classificam-se segundo as emoções ou sentimentos que exprimem:

aclamação: Viva!

advertência: Atenção!

agradecimento: Grato!

afugentamento: Arreda!

alegria: Ah!

animação: Coragem!

pena: Oh!

Locução Interjetiva

São duas ou mais palavras com valor de interjeição.
Exemplos: Meu Deus!, Ora bolas!, Que horror!...

(85) 9986-0747 - contato@wellmorais.com.br - /EscritorWellMorais
©2015 Well Morais. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: RD Comunicação com Twitter Bootstrsp & CMS Made Simple