Well Morais

- Dicas de Gramática -

Processo de formação das palavras

DERIVAÇÃO

A derivação consiste em formar palavras novas (derivadas) a partir de uma já existente (primitiva).
A - A derivação que ocorre por acréscimos de afixos (prefixos e sufixos) pode ser:

1. DERIVAÇÃO PREFIXAL (OU PREFIXAÇÃO)
Acrescenta-se um prefixo antes do radical:
in
feliz, ingrato, descontente, ajuizado, desajuizado, pré-fabricado, cooperar

2. DERIVAÇÃO SUFIXAL (OU SUFIXAÇÃO)
Acrescenta-se um sufixo depois do radical:
calmamente, bananada, encanador, dentista

3. DERIVAÇÃO PARASSINTÉTICA
Acrescenta-se ao mesmo tempo um prefixo e um sufixo ao radical:
Des
campado (des+campo+ado)
En
terrar (en+terra+ar)
Con
solidar (com+sólido+ar)

B – A derivação que não ocorre por acréscimos de afixos pode ser:

4. DERIVAÇÃO REGRESSIVA
                É um tipo de derivação que, principalmente, forma substantivos a partir de verbos. Esse processo se dá pelo acréscimo das vogais a, e ou o ao radical do verbo.
O substantivo formado por derivação regressiva sempre indica uma ação.

                          a

radical verbal +    e+substantivo indicador de ação.             o derivado regressivo Exemplos: Ninguém suporta mais seu choro

 choro       terminação  
e indica ação de chorar

              Portanto, choro formou-se por derivação regressiva. a crítica que fizemos foi construtiva.  

crítica     terminação a
e indica ação de criticar

              Portanto, crítica formou-se por derivação regressiva. a árvore floriu logo.

árvore    terminação e 
mas não indica ação  

                Portanto, árvore não se formou por derivação regressiva. trata-se de uma palavra primitiva.

5. DERIVAÇÃO IMPRÓPRIA

                Esse processo consiste em mudar uma palavra de uma classe gramatical para outra, mas sem alterar sua forma. 
Exemplo: a palavra jantar é um verbo, mas na frase: 
O jantar estava delicioso. 
essa mesma palavra é um substantivo e não verbo. Dizemos, então, que ocorreu uma derivação imprópria (o verbo adquiriu função de substantivo).

6 .COMPOSIÇÃO 
                A composição é um processo que firma novas palavras a partir da união de duas ou mais palavras ou radicais.

                a) COMPOSIÇÃO POR JUSTAPOSIÇÃO 
As palavras que se unem não sofrem alterações e continuam a ser faladas 
(e escritas) exatamente como eram antes da composição. 
Exemplos: pontapé (ponta + pé) 
girassol (gira + sol) 
pé-de-cabra (pé + d~ + cabra) 
justaposição (justa + posição) 
Observe pelos exemplos; que na composição por justaposição as palavras podem se ligar com ou sem hífen. 

                b) COMPOSIÇÃO POR AGLUTINAÇÃO 
                Quando pelo menos uma das palavras sofre alteração em sua pronúncia (e em sua grafia). 
Exemplos: aguardente (água + ardente) 
embora (em + boa + hora) 
planalto (plano + alto)  

OUTROS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS 

 HIBRIDISMO

            Consiste na reunião de palavras de idiomas diferentes. 
Exemplos: 

          auto (grego)

               +                               automóvel (hibridismo)

          móvel (latim)

               ABREVIAÇÃO VOCABULAR

                Abreviação (ou redução) é um processo de formação de palavras por redução da palavra original.
Cine – reduzido e cinema
Auto – reduzido de automóvel
Extra – reduzido de extraordinário
Foto – reduzido de fotografia
Boteco – reduzido de botequim

              SIGLA

                As siglas podem ser consideradas casos especiais de formação de palavras por abreviação.
CEF (Caixa Econômica Federal)
PM (Polícia Militar)
Banespa (Banco do Estado de São Paulo)

             ONOMATOPÉIA

Consiste em criar uma pa.lavra através da tentativa de imitar sons da natureza. 
Exemplos: zunzum, chape-chape, cricri

(85) 9986-0747 - contato@wellmorais.com.br - /EscritorWellMorais
©2015 Well Morais. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: RD Comunicação com Twitter Bootstrsp & CMS Made Simple