Well Morais

- Dicas de Gramática -

Fonologia

Fonologia é a parte da gramática que estuda as palavras sob o aspecto sonoro.

        Fonemas são as unidades fônicas distintivas da palavra.

        O número de fonemas é limitado dentro de um sistema lingüístico. Com poucos fonemas, podemos formar uma grande quantidade de signos, simplesmente comutando um por outro. Assim: lata, mata, pata,data, etc. Trocados os fonemas, altera-se logicamente o significado das palavras.

        Letras são os sinais gráficos que representam os fonemas.

   Uma letra pode representar fonemas diferentes. É o caso de fonema /z/, por exemplo, que pode ser representado pelas seguintes letras:

                          s    mesa

                        x    exato

                        z    azarado

          O alfabeto português possui 23 letras: abcd ... Além destas, temos kw  e y, empregadas em abreviaturas, símbolos e na transcrição de nomes próprios estrangeiros. A letra h não representa fonema algum. Aparece em certas palavras por força da etimologia ou da tradição escrita, em certas interjeições e na formação dos dígrafos.

       Dígrafos são grupos de letras que representam um único fonema. Classificam-se em:

  a) consonantais – representam um fonema consonantal: ch, lh, nh, ss, rr, sc, sc, xc, gu, qu.

     b) vocálicos – representam um fonema vocálico: am, an, em, en, im, in, om, on, um, un, desde que as letras m e n não estejam seguidas de vogal.

          Nunca podemos confundir fonema (unidade sonora mínima) com letra (representação gráfica do fonema). Uma palavra, portanto, pode ter ou não o mesmo número de letras e fonemas.

              Exemplos:

mata 

 4 letras e 4 fonemas;

malha

 5 letras e 4 fonemas;

anta

 4 letras e 3 fonemas =  [ãta]

fixo

 4 letras e 5 fonemas  = [fikso]

  • Classificação dos fonemas

     Vogais– são fonemas que fazem vibrar as cordas vocais, em cuja produção a corrente de ar vinda dos pulmões não encontra obstáculos. São doze, e não cinco como muitos imaginam. São silábicos, isto é, constituem a base da sílaba.

/ a / / ã / / é / / ê / / / / i /  / / / ó / / ô / / õ / / u / /

     Semivogais– são os fonemas /i/ e /u/ quando formam sílabas com uma vogal.

can-tai

a =  vogal  

i = semivogal

                    

le-vou

o = vogal

u = semivogal

                   Observação:

        As letras e e o também podem representar semivogal:

         põe =  [põi]                    mão = [mãu]

     Consoantes – são fonemas resultantes de obstáculos encontrados pela corrente de ar vinda dos pulmões. São assilábicos porque não podem formar sílaba sem auxílio de uma vogal.

bo-ca,   ca-sa,  da-do,  fa-c

  • Encontros Consonantais

        À seqüência de fonemas consonantais numa mesma palavra dá-se o nome de encontro consonantal. Classificam-se em:       

        a) inseparáveis:  pra-ga, bra-as, te-tra.

        b) separáveis: rit-mo, pac-to, af-ta.

                Observação:

        Lembre-se de que encontro consonantal é a seqüência de fonemas, e não de letras. Na palavra sexo, por exemplo, ocorre  encontro consonantal porque o representa dois fonemas: [sekso]

  • Encontros Vocálicos

         À seqüência de fonemas vocálicos na mesma sílaba ou em sílabas separadas dá-se o nome de ditongo.  Há três espécies de encontros vocálicos: ditongotritongo e hiato.

         1. Ditongo – é a seqüência de semivogal e vogal, ou vice-versa, na mesma sílaba. De acordo com a posição e a sonoridade dos fonemas, o ditongo pode ser:

        a) crescente – a semivogal figura antes da vogal: sé-rie, gló-ria, sé-rio;

        b) decrescente – a semivogal  figura depois da vogal: lei-te, au-to, boi;

        c) oral – a corrente de ar escapa apenas pela cavidade bucal:  rei, má-guaou-ro;

        d) nasal – a corrente de ar se divide pela cavidade bucal e pelas fossas nasais: mui-to, mãe, dis-põe, a-mam = [ã-mãu]

        2. Tritongo – é a seqüência de semivogalvogal e outra semivogal, na mesma sílaba. Também pode ser oral ou nasal:

        Pa-ra-guai,  a-ve-ri-güei    -   tritongos orais

         sa-guão,  em-xá-güem = [em-xa-güei]   -   tritongos nasais

         3. Hiato - caracteriza-se pela seqüência de duas vogais pronunciadas em sílabas separadas: ra-iz,  sa-ú-va,  po-e-ta.

·          Sílaba

        Ao fonema ou conjunto de fonemas emitidos num só impulso expiratório dá-se o nome de sílaba. O seu centro é sempre uma vogal, pois sem ela não pode haver sílaba. Uma palavra pode ser formada por uma ou mais sílabas, recebendo a classificação seguinte:

a) monossílabos – vocábulos que apresentam apenas uma vogal: nó, já, rei;

b) dissílabos – vocábulos que apresentam duas vogais: da-do, cor-da, sa-ci;

c) trissílabos – vocábulos que apresentam três vogais: sa-la-da, ca-lo-te, pi-po-ca;

d) polissílabos – vocábulos que apresentam quatro ou mais vogais: tri-ân-gu-lo, ca-fe-zi-nhoa-ma-vel-men-te.

·          Acento Tônico

        Acento tônico é a maior intensidade de voz de uma sílaba. É importante observar que nem todas as sílabas tônicas são marcadas com acento gráfico. Este é um mero sinal de escrita.

        As sílabas sobre as quais incide o acento tônico são chamadas de tônicas, sendo átonas as que não recebem tal acento. São pretônicasas sílabas átonas que se posicionam antes da tônica, e postônicas as que figuram depois da tônica:

                     pa    -     re     -    de                                  

                 atona       tônica      átona

              pretônica                 postônica

        Além das sílabas tônicas e átonas, existe uma de intensidade intermediária chamada subtônica, própria de palavras derivadas e correspondente  à tônica da palavra primitiva. Vejamos a correspondência:

                    ca     -                      

                 átona      tônica                      

                    ca    -     fe    -     zal                          

                 átona   subtônica    tônica

        Conforme a posição do acento tônico, os vocábulos classificam-se em:

        a) oxítonos – a última sílaba é a tônica: gua-ra-, ca-,  sa–ci;

        b) paroxítonos – a penúltima sílaba é a tônica: pa-re-de, pe-te-ca, so--vel;

        c) proparoxítonos – antepenúltima sílaba é a tônica: -di-co, ân-gu-lo, -gi-ca.

·      Classificação dos monossílabos quanto à tonicidade

        a) monossílabos tônicos – são proferidos sem apoio na palavra vizinha: más...

        b) monossílabos átonos – não têm autonomia fonética, ou seja, apóiam-se na palavra vizinha: masdeno...

·      Separação Silábica

        A separação das sílabas deve ser feita pela soletração, assim:

        a) quando há consoante interna, não seguida de vogal, ela pertence à sílaba anterior: rap-to, oc-ci-pi-tal, ab-rup-to;

        b) separam-se os dígrafos rr, ss, sc, sc xc: bar-ro, pas-as, nas-cer, flo-res-ça, ex-ce-ção;

        c) separam-se os fonemas vocálicos que formam hiato: sa-ú-de, po-e-ta, ca-a-tin-ga

·         Ortoepia

        A ortoepia trata da correta pronúncia das palavras quanto à emissão de vogais e articulação das consoantes de maneira perfeita, bem como à escolha do timbre correto, seja ele aberto ou fechado, pronúncia esta que interfere na maneira de se escrever corretamente.

Pronúncia correta

Pronúncia errada

caranguejo

carangueijo

beneficência

beneficiência

camundongo

camondongo

empecilho

impecilho

mendigo

mendingo

mortadela

mortandela

reivindicar

 reinvidicar

·         Prosódia

         A prosódia trata da correta pronúncia das palavras quanto à posição da sílaba tônica.

Pronúncia correta

Pronúncia errada

avaro

ávaro

condor

côndor

circuito

circuíto

filantropo

filântropo

fluido

fluído

ibero

íbero

pudico

dico  

(85) 9986-0747 - contato@wellmorais.com.br - /EscritorWellMorais
©2015 Well Morais. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: RD Comunicação com Twitter Bootstrsp & CMS Made Simple