Dicas de Gramática // Concordância Verbal E Nominal

É o mecanismo pelo qual as palavras alteram sua terminação para se adequarem harmonicamente na frase.
A concordância pode ser feita de três formas:

1 - Lógica ou gramatical – é a mais comum no português e consiste em adequar o determinante(acompanhante) à forma gramatical do determinado(acompanhado) a que se refere.
Ex.: A
maioria dos professores faltou
O verbo (faltou) concordou com o núcleo do sujeito (maioria)
Ex.: Escolheram a
hora adequada.
O adjetivo (adequada) e o artigo (a) concordaram com o substantivo (hora).

2 - Atrativa – é a adequação do determinante :
a) a apenas um dos vários elementos determinados, escolhendo-se aquele que está mais próximo:
Escolheram a hora e o
local  adequado.
O adjetivo (adequado) está concordando com o substantivo mais próximo (local)
b) a uma parte do termo determinado que não constitui gramaticalmente seu núcleo:
A maioria dos
professores faltaram.
O verbo (faltaram) concordou com o substantivo (professores) que não é o núcleo do sujeito.
c) a outro termo da oração que não é o determinado:
Tudo são
flores.
O verbo (são) concorda com o predicativo do sujeito (flores).

3 - Ideológica ou silepse- consiste em adequar o vocábulo determinante ao sentido do vocábulo determinado e não à forma como se apresenta:
O povo, extasiado com sua fala, aplaudiram
O verbo (aplaudiram) concorda com a idéia da palavra povo (plural) e não com sua forma (singular).

 

CONCORDÂNCIA VERBAL

·   Regra geral

            O verbo concorda com o sujeito em número e pessoa.

            O técnico escalou o time.

            Os técnicos escalaram os times.

·   Casos especiais

             Sujeito composto

                anteposto: verbo no plural.

                posposto: verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural.

                de pessoas diferentes: verbo no plural da pessoa predominante.

                com núcleos em correlação: verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural.

                ligado por COM: verbo concorda com o antecedente do COM ou vai para o plural.

                ligado por NEM: verbo no plural e, às vezes, no singular.

                ligado por OU: verbo no singular ou plural, dependendo do valor do OU.

 

                   Exemplos:

 

            O técnico e os jogadores chegaram ontem a São Paulo.

            Chegou(aram) ontem o técnico e os jogadores.

            Eu, você e os alunos iremos ao museu.

            Tu, ela e os peregrinos visitareis o santuário.

            O cientista assim como o médico pesquisa(m) a causa do mal.

            O professor, com os alunos, resolveu o problema.

            O maestro com a orquestra executaram a peça clássica.

            Nem Paulo nem Maria conquistaram a simpatia de Catifunda.

            Valdir ou Leão será o goleiro titular.

            João ou Maria resolveram o problema.

            O policial ou os policiais prenderam o perigoso assassino.

 

·                    Sujeito constituído por:

                        a) um e outro, nem um nem outro: verbo no singular ou plural.

                        b) um ou outro: verbo no singular.

                        c) expressões partitivas seguidas de nome plural: verbo no singular ou plural.

                        d)coletivo geral: verbo no singular.

                        e) expressões que indicam quantidade aproximada seguida de numeral: verbo concorda com o substantivo.

                        f)  pronomes (indefinidos ou interrogativos) seguidos de pronome: verbo no singular ou plural.

                        g) palavra QUE: verbo concorda com o antecedente.

                        h) palavra QUEM: verbo na 3ª pessoa do singular.

                        i) um dos que: verbo no singular ou plural.

                        j) palavras sinônimas: verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural.

                    Exemplos:

 

            Um e outro médico descobriu(ram) a cura do mal.

            Nem um nem outro problema propostos foi(ram) resolvido(s).

            A maioria dos candidatos conseguiu(iram) aprovação.

            Mais de um jogador foi elogiado pela crônica esportiva.

            Cerca de dez jogadores participaram da briga.

            O povo escolherá seu governante em 15 de novembro.

            Qual de nós será escolhido?

            Poucos dentre eles serão chamados pelo Exército.

            Alguns de nós seremos eleitos.

            Hoje sou eu que faço o discurso.

            Amanhã serão eles quem resolverá o problema.

            Foi um dos alunos desta classe que resolveu o problemas.

            Seu filho foi um dos que chegaram tarde.

            A Ética ou a Moral preocupa-se com o comportamento humano.

·                    Verbo acompanhado da palavra SE

                        a) SE = pronome apassivador: verbo concorda com o sujeito paciente.

                Viam-se ao longe as primeiras casas.

                Ofereceu-se um grande prêmio ao vencedor da corrida.

 

                        b) SE = índice de indeterminação do sujeito: verbo sempre na 3ª pessoa do singular.

                Necessitava-se naqueles dias de novas idéias.

                Estava-se muito feliz com o resultado dos jogos.

                Morria-se de tédio durante o inverno.

·                    Verbos impessoais

            Verbos que indicam fenômenos; verbo haver indicando existência ou tempo; verbo fazer, ir, indicando tempo: ficam sempre na 3ª pessoa do singular.

            Durante o inverno, nevava muito.

            Ainda havia muitos candidatos para a Universidade.

            Ontem fez dez anos que ela se foi.

            Vai para dez meses que tudo terminou.

·                    Verbo SER

                        a) indicando tempo, distância: concorda com o predicativo.

            Hoje é dia 3 de outubro, pois ontem foram 2 e o amanhã serão 4.

            Daqui até Jardinópolis são 316 quilômetros.

 

                        b) com sujeito que indica quantidade e predicativo que indica suficiência, excesso: concorda com o predicativo.

            Dez feijoadas era muito para ela.

            Vinte milhões era muito por aquela casa.

 

                        c) com sujeito e predicativo do sujeito: concorda com o que prevalecer.

            O homem sempre foi suas idéias.

            Santo Antônio era as esperanças da solteirona.

            O problema eram os móveis.

            Hoje, tudo são alegrias eternas.

            Mulheres discretas é coisa rara.

            A Pátria não é ninguém; somos todos nós.

·                    Verbo DAR

            Verbo dar (bater e soar) + hora(s): concorda com o sujeito.

            Deram duas horas no relógio do campanário.

            Deu duas horas o relógio do alto da montanha.

·                    Verbo PARECER

            Verbo parecer + infinitivo: flexiona-se um dos dois.

            Os cientistas pareciam procurar grandes segredos.

            Os cientistas parecia procurarem grandes segredos.

·                    Sujeito = nome próprio plural.

             a)com artigo singular ou sem artigo: verbo no singular.

            O Amazonas deságua no Atlântico.

            Minas Gerais exporta minérios.

             b)com artigo plural: verbo no plural.

            Os Estados Unidos enviaram tropas à zona de conflito.

            "Os Lusíadas" narram as conquistas portuguesas.

  

 CONCORDÂNCIA NOMINAL

 Regra geral: o artigo, o numeral, o adjetivo e o pronome adjetivo  concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número.
Ex.: Dois pequenos goles de vinho e um calçado certo deixam qualquer mulher irresistivelmente alta.

Concordâncias especiais:
Ocorrem quando algumas palavras variam sua classe gramatical, ora se comportando como um adjetivo (variável) ora como um advérbio (invariável).

 Mais de um vocábulo determinado
1- Pode ser feita a concordância gramatical ou a atrativa.
Ex.: Comprei um sapato e um vestido pretos. (gramatical, o adjetivo concorda com os dois substantivos)
Comprei um sapato e um vestido preto. (atrativa, apesar do adjetivo se referir aos dois substantivos ele concordará apenas com o núcleo mais próximo)

 Um só vocábulo determinado
1- Um substantivo acompanhado (determinado) por mais de um adjetivo: os adjetivos concordam com o substantivo
Ex.: Seus lábios eram doces e macios.

 2- Bastante- bastantes
Quando adjetivo, será variável e quando advérbio, será invariável
Ex.: Há bastantes motivos para sua ausência. (bastantes será adjetivo de motivos)
Os alunos falam bastante. ( bastante será advérbio de intensidade referindo-se ao verbo)

3- Anexo, incluso, obrigado, mesmo, próprio
São adjetivos que devem concordar com o substantivo a que se referem.
Ex.: A
fotografia vai anexa ao curriculum.
Os documentos irão anexos ao relatório.

DICAS
Quando precedido da preposição em, fica invariável.
Ex.: A
fotografia vai em anexo.

Envio-lhes, inclusas, as certidões./ Incluso segue o documento.
A
professora disse: muito obrigada./ O professor disse: muito obrigado.
Ele mesmo fará o trabalho./ Ela mesma fará o trabalho.

DICAS
Mesmo pode ser advérbio quando significa realmente, de fato. Será portanto invariável.
Ex.: Maria viajará mesmo para os EUA.
Ele próprio fará o pedido ao diretor./ Ela própria fará o pedido ao diretor.

4- Muito, pouco, caro, barato, longe, meio, sério, alto
São palavras que variam seu comportamento funcionando ora como advérbios (sendo assim invariáveis) ora como adjetivos (variáveis).

Ex.: Os homens eram altos./ Os homens falavam alto.
Poucas
pessoas acreditavam nele./ Eu ganho pouco pelo meu trabalho.
Os sapatos
custam caro./ Os sapatos estão caros.
A
água é barata./ A água custa barato.
Viajaram por longes
terras./ Eles vivem longe.
Eles são
homens sérios./ Eles falavam sério.
Muitos
homens morreram na guerra./ João fala muito.
Ele não usa meias
palavras./ Estou meio gorda.

5 - É bom, é necessário, é proibido
Só variam se o sujeito vier precedido de artigo ou outro determinante.
Ex.: É proibido entrada de estranhos./ É proibida a entrada de estranhos.
É necessário chegar cedo./ É necessária
sua chegada.

6 - Menos, alerta, pseudo
São sempre invariáveis.
Ex.: Havia menos professores na reunião./Havia menos professoras na reunião.
O aluno ficou alerta./ Os alunos ficaram alerta.
Era um pseudomédico./ Era uma pseudomédica.

7 - Só, sós
Quando adjetivos, serão variáveis, quando advérbios serão invariáveis.
Ex.: A
criança ficou ./ As crianças ficaram sós. (adjetivo)
Depois da briga,
restaram copos e garrafas quebrados. (advérbio)

DICAS
A  locução adverbial
a sós é invariável.
Ex.: Preciso falar a sós com ele.

8 - Concordância dos particípios
Os particípios concordarão com o substantivo a que se referem.
Ex.: Os
livros foram comprados a prazo./ As mercadorias foram compradas a prazo.

DICAS
Se o particípio pertencer a um tempo composto será invariável.
Ex.: O juiz tinha iniciado o jogo de vôlei./ A juíza tinha iniciado o jogo de vôlei.